Só de passagem.

Conta-se que no século passado, um turista americano foi  à cidade do Cairo no Egito, com o objetivo de visitar um famoso  sábio.
O turista ficou surpreso ao ver que o sábio morava num  quartinho muito simples e cheio de livros.
As únicas peças de mobília eram uma cama, uma mesa e um  banco.
- Onde estão seus móveis? Perguntou o turista.
E o sábio, bem depressa olhou ao seu redor e perguntou também:
- E onde estão os seus…?
- Os meus?! Surpreendeu-se o turista.
- Mas estou aqui só de passagem!
- Eu também… - concluiu o sábio.

"A vida na Terra é somente uma passagem… No entanto, alguns vivem como se fossem ficar aqui eternamente, e se esquecem de ser felizes."
"NÃO SOMOS SERES HUMANOS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA  ESPIRITUAL… SOMOS SERES ESPIRITUAIS PASSANDO POR UMA EXPERIÊNCIA HUMANA."


Previsões de Chico Xavier

Companheiros de Ideal! O prestigiado jornal Folha Espírita de maio/11 traz uma revelação feita em 1986, pelo médium Francisco Cândido Xavier a Geraldo Lemos Neto, fundador da Casa de Chico Xavier de Pedro Leopoldo (MG) e da Vinha de Luz Editora, de Belo Horizonte/MG, sobre o futuro reservado ao planeta Terra e a todos os seus habitantes nos próximos anos. Marlene Nobre pelo FE, entrevista Lemos Neto, que disse carregar este fardo há muito tempo (25 anos), cumprindo agora o dever de revelá-lo em sua completude. Diz que, em 1986, quando dessa conversa com o Chico, sentiu que sua mente estava recebendo um tratamento mnemônico diferente para que não viesse a esquecer aquelas palavras proféticas, e que seria chamado a testemunhá-las no momento oportuno, que chegou.Conhecendo a seriedade dos confrades Marlene Nobre e Geraldo Lemos Neto, sendo que o profeta em questão é nada menos que Chico Xavier, e tendo em vista o teor das considerações a respeito, reputo da mais alta importância a divulgação dessa revelação apocalíptica. É a razão pela qual estou encaminhando esse e-mail a tantos companheiros.Copiei as partes principais da longa entrevista, mantendo o texto fiel ao que consta do jornal em sua maior parte, sem me ater em pormenores de forma para não estender demais essas palavras. Os grifos no texto são meus. A íntegra pode ser lida no exemplar nº 439, ano XXXV, de maio de 2011 do jornal Folha Espírita.Entendo ser um momento de muita reflexão de todo o movimento espírita e, acima de tudo, de muita prece, com muito otimismo, positivismo e serenidade, enfatizando-se a necessidade de um maior esforço individual e coletivo de renovação. Os jornais espíritas em geral deveriam encartar em seu corpo o referido exemplar do FE, ou pedir autorização para transcrever a matéria em questão, visando dar a mais ampla divulgação. Fraternalmente. Paulo Marinho – CEAE-Genebra .
 
(…) Assim, tive a felicidade de conviver na intimidade com Chico Xavier, dialogando com ele vezes sem conta, madrugada a dentro, sobre variados assuntos de nossos interesses comuns, notadamente sobre esclarecimentos palpitantes acerca da Doutrina dos Espíritos e do Evangelho de Jesus.Um desses temas foi em relação ao Apocalipse, do Novo Testamento. (…) Desde então, Chico tinha sempre uma ou outra palavra esclarecedora sobre o assunto. Numa dessas conversas, lembrando o livro Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho, pelo espírito Humberto de Campos, Lemos Neto externou ao Chico sua dúvida quanto ao título do livro, uma vez que ainda naquela ocasião, em meados da década de 80, o Brasil vivia às voltas com a hiperinflação, a miséria, a fome, as grandes disparidades sociais, o descontrole político e econômico, sem falar nos escândalos de corrupção e no atraso cultural.Lembro-me, como hoje, a expressão surpresa do Chico me respondendo: “Ora, Geraldinho, você está querendo privilégios para a Pátria do Evangelho, quando o fundador do Evangelho, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, viveu na pobreza, cercado de doentes e necessitados de toda ordem, experimentou toda a sorte de vicissitudes e perseguições para ser supliciado quase abandonado pelos seus amigos mais próximos e morrer crucificado entre dois ladrões? Não nos esqueçamos de que o fundador do Evangelho atravessou toda sorte de provações, padeceu o martírio da cruz, mas depois ele largou a cruz e ressuscitou para a Vida Imortal! Isso deve servir de roteiro para a Pátria do Evangelho. Um dia haveremos de ressuscitar das cinzas de nosso próprio sacrifício para demonstrar ao mundo inteiro a imortalidade gloriosa!”Na sequência da nossa conversa, perguntei ao Chico o que ele queria exatamente dizer a respeito do sacrifício do Brasil. Estaria ele a prever o futuro de nossa nação e do mundo? Chico pensou um pouco, como se estivesse vislumbrando cenas distantes e, depois de algum tempo, retornou para dizer-nos: “Você se lembra, Geraldinho, do livro de Emmanuel A Caminho da Luz? Nas páginas finais da narrativa de nosso benfeitor, no capítulo XXIV, cujo título é O Espiritismo e as Grandes Transições, Emmanuel afirmara que os espíritos abnegados e esclarecidos falavam de uma nova reunião da comunidade das potências angélicas do Sistema Solar, da qual é Jesus um dos membros divinos, e que a sociedade celeste se reuniria pela terceira vez na atmosfera terrestre, desde que o Cristo recebeu a sagrada missão de redimir a nossa humanidade, para, enfim, decidir novamente sobre os destinos do nosso mundo.Pois então, Emmanuel escreveu isso nos idos de 1938 e estou informado que essa reunião de fato já ocorreu. Ela se deu quando o homem finalmente ingressou na comunidade planetária, deixando o solo do mundo terrestre para pisar pela primeira vez o solo lunar. O homem, por seu próprio esforço, conquistou o direito e a possibilidade de viajar até a Lua, fato que se materializou em 20 de julho de 1969. Naquela ocasião, o Governador Espiritual da Terra, que é Nosso Senhor Jesus Cristo, ouvindo o apelo de outros seres angelicais de nosso Sistema Solar, convocara uma reunião destinada a deliberar sobre o futuro de nosso planeta. O que posso lhe dizer, Geraldinho, é que depois de muitos diálogos e debates entre eles foram dadas diversas sugestões e, ao final do celeste conclave, a bondade de Jesus decidiu conceder uma última chance à comunidade terráquea, uma última moratória para a atual civilização no planeta Terra. Todas as injunções cármicas previstas para acontecerem ao final do século XX foram então suspensas, pela Misericórdia dos Céus, para que o nosso mundo tivesse uma última chance de progresso moral.O curioso é que nós vamos reconhecer nos Evangelhos e no Apocalipse exatamente este período atual, em que estamos vivendo, como a undécima hora ou a hora derradeira, ou mesmo a chamada última hora”.Extremamente curioso com o desenrolar do relato de Chico Xavier, perguntei-lhe sobre qual fora então as deliberações de Jesus, e ele me respondeu: “Nosso Senhor deliberou conceder uma moratória de 50 anos à sociedade terrena, a iniciar-se em 20 de julho de 1969, e, portanto, a findar-se em julho de 2019. Ordenou Jesus, então, que seus emissários celestes se empenhassem mais diretamente na manutenção da paz entre os povos e as nações terrestres, com a finalidade de colaborar para que nós ingressássemos mais rapidamente na comunidade planetária do Sistema Solar, como um mundo mais regenerado, ao final desse período.Algumas potências angélicas de outros orbes de nosso Sistema Solar recearam a dilação do prazo extra, e foi então que Jesus, em sua sabedoria, resolveu estabelecer uma condição para os homens e as nações da vanguarda terrestre. Segundo a imposição do Cristo, as nações mais desenvolvidas e responsáveis da Terra deveriam aprender a se suportarem umas às outras, respeitando as diferenças entre si, abstendo-se de se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. A face da Terra deveria evitar a todo custo a chamada III Guerra Mundial. Segundo a deliberação do Cristo, se e somente se as nações terrenas, durante este período de 50 anos, aprendessem a arte do bem convívio e da fraternidade, evitando uma guerra de destruição nuclear, o mundo terrestre estaria enfim admitido na comunidade planetária do Sistema Solar como um mundo em regeneração. Nenhum de nós pode prever, Geraldinho, os avanços que se darão a partir dessa data de julho de 2019, se apenas soubermos defender a paz entre nossas nações mais desenvolvidas e cultas!”Perguntei, então ao Chico a que avanços ele se referia e ele me respondeu: “Nós alcançaremos a solução para todos os problemas de ordem social, como a solução para a pobreza e a fome que estarão extintas; teremos a descoberta da cura de todas as doenças do corpo físico pela manipulação genética nos avanços da Medicina; o homem terrestre terá amplo e total acesso à informação e à cultura, que se fará mais generalizada; também os nossos irmãos de outros planetas mais evoluídos terão a permissão expressa de Jesus para se nos apresentarem abertamente, colaborando conosco e oferecendo-nos tecnologias novas, até então inimagináveis ao nosso atual estágio de desenvolvimento científico; haveremos de fabricar aparelhos que nos facilitarão o contato com as esferas desencarnadas, possibilitando a nossa saudosa conversa com os entes queridos que já partiram para o além-túmulo; enfim estaríamos diante de um mundo novo, uma nova Terra, uma gloriosa fase de espiritualização e beleza para os destinos de nosso planeta.”Então perguntei a ele: Chico, até agora você tem me falado apenas da melhor hipótese, que é esta em que a humanidade terrestre permaneceria em paz até o fim daquele período de 50 anos. Mas, e se acontecer o caso das nações terrestres se lançarem a uma guerra nuclear? “Ah! Geraldinho, caso a humanidade encarnada decida seguir o infeliz caminho da III Guerra Mundial, uma guerra nuclear de consequências imprevisíveis e desastrosas, aí então a própria mãe Terra, sob os auspícios da Vida Maior, reagirá com violência imprevista pelos nossos homens de ciência. O homem começaria a III Guerra, mas quem iria terminá-la seriam as forças telúricas da natureza, da própria Terra cansada dos desmandos humanos, e seríamos defrontados então com terremotos gigantescos; maremotos e ondas (tsunamis) consequentes; veríamos a explosão de vulcões há muito tempo extintos; enfrentaríamos degelos arrasadores que avassalariam os pólos do globo com trágicos resultados para as zonas costeiras, devido à elevação dos mares; e, neste caso, as cinzas vulcânicas associadas às irradiações nucleares nefastas acabariam por tornar totalmente inabitável todo o Hemisfério Norte de nosso globo terrestre.”Segundo o médium, “em todas as duas situações, o Brasil cumprirá o seu papel no grande processo de espiritualização planetária. Na melhor das hipóteses, nossa nação crescerá em importância sociocultural, política e econômica perante a comunidade das nações. Não só seremos o celeiro alimentício e de matérias-primas para o mundo, como também a grande fonte energética com o descobrimento de enormes reservas petrolíferas que farão da Petrobras uma das maiores empresas do mundo”.E prosseguiu Chico: “O Brasil crescerá a passos largos e ocupará importante papel no cenário global, e isso terá como consequência a elevação da cultura brasileira ao cenário internacional e, a reboque, os livros do Espiritismo Cristão, que aqui tiveram solo fértil no seu desenvolvimento, atingirão o interesse das outras nações também. Agora, caso ocorra a pior hipótese, com o Hemisfério Norte do planeta tornando-se inabitável, grandes fluxos migratórios se formariam então para o Hemisfério Sul, onde se se situa o Brasil, que então seria chamado mais diretamente a desempenhar o seu papel de Pátria do Evangelho, exemplificando o amor e a renúncia, o perdão e a compreensão espiritual perante os povos migrantes.A Nova Era da Terra, neste caso, demoraria mais tempo para chegar com todo seu esplendor de conquistas científicas e orais, porque seria necessário mais um longo período de reconstrução de nossas nações e sociedades, forçadas a se reorganizarem em seus fundamentos mais básicos.”Pergunta Marlene Nobre pela Folha Espírita - Segundo Chico Xavier, esses fluxos migratórios seriam pacíficos? Geraldo - Infelizmente não. Segundo Chico me revelou, o que restasse da ONU acabaria por decidir a invasão das nações do Hemisfério Sul, incluindo-se aí obviamente o Brasil e o restante da América do Sul, a Austrália e o sul da África, a fim de que nossas nações fossem ocupadas militarmente e divididas entre os sobreviventes do holocausto no Hemisfério Norte. Aí é que nós, brasileiros, iríamos ser chamados a exemplificar a verdadeira fraternidade cristã, entendendo que nossos irmãos do Norte, embora invasores a “mano militare”, não deixariam de estar sobrecarregados e aflitos com as consequências nefastas da guerra e das hecatombes telúricas, e, portanto, ainda assim, devendo ser considerados nossos irmãos do caminho, necessitados de apoio e arrimo, compreensão e amor.Neste ponto da conversa, Chico fez uma pausa na narrativa e completou: “Nosso Brasil como o conhecemos hoje será então desfigurado e dividido em quatro nações distintas. Somente uma quarta parte de nosso território permanecerá conosco e aos brasileiros restarão apenas os Estados do Sudeste somados a Golias e ao Distrito Federal. Os norte-americanos, canadenses e mexicanos ocuparão os Estados da Região Norte do País, em sintonia com a Colômbia e a Venezuela. Os europeus virão ocupar os Estados da Região Sul do Brasil unindo-os ao Uruguai, à Argentina e ao Chile. Os asiáticos, notadamente chineses, japoneses e coreanos, virão ocupar o nosso Centro-Oeste, em conexão com o Paraguai, a Bolívia e o Peru. E, por fim, os Estados do Nordeste brasileiro serão ocupados pelos russos e povos eslavos. Nós não podemos nos esquecer de que todo esse intrincado processo tem a sua ascendência espiritual e somos forçados a reconhecer que temos muito que aprender com os povos invasores.Vejamos, por exemplo: os norte-americanos podem nos ensinar o respeito às leis, o amor ao direito, à ciência e ao trabalho. Os europeus, de uma forma geral, poderão nos trazer o amor à filosofia, à música erudita, à educação, à história e à cultura. Os asiáticos poderão incorporar à nossa gente suas mais altas noções de respeito ao dever, à disciplina, à honra, aos anciãos e às tradições milenares. E, então, por fim, nós brasileiros, ofertaremos a eles, nossos irmãos na carne, os mais altos valores de espiritualidade que, mercê de Deus, entesouramos no coração fraterno e amigo de nossa gente simples e humilde, essa gente boa que reencarnou na grande nação brasileira para dar cumprimento aos desígnios de Deus e demonstrar a todos os povos do planeta a fé na Vida Superior, testemunhando a continuidade da vida além-túmulo e o exercício sereno e nobre da mediunidade com Jesus”.FE: O Brasil, embora sofrendo o impacto moral dessa ocupação estrangeira, estaria imune aos movimentos telúricos da Terra? Geraldinho – Infelizmente, não. Segundo Chico Xavier, o Brasil não terá privilégios e sofrerá também os efeitos de terremotos e tsunamis, notadamente nas zonas costeiras. Acontece que de acordo com o médium, o impacto por aqui será bem menor se comparado com o que sobrevirá no Hemisfério Norte do planeta.FE - Você também crê que a ida do homem à Lua, em julho de 1969, tenha precipitado de certa forma a preocupação com as conquistas científicas dos humanos, que poderiam colocar em risco o equilíbrio do Sistema Solar?Geraldinho – sim, creio que a revelação de Chico Xavier a respeito traz, nas entrelinhas, essa preocupação celeste quanto às possíveis interferências dos humanos terráqueos nos destinos do equilíbrio planetário em nosso Sistema Solar. Pelo que Chico Xavier falou, alguns dos seres angélicos de outros orbes planetários não estariam dispostos a nos dar mais este prazo de 50 anos, que vencerá daqui a apenas oito anos, temerosos talvez de nossas nefastas e perniciosas influências. Essa última hora bem que poderia ser por nós considerada como a última bênção misericordiosa de Jesus Cristo em nosso favor, uma vez que, pela explicação de Chico Xavier, foi ele, Nosso Senhor, quem advogou em favor de nossa causa, ainda mais vez mais.Outra decisão dos benfeitores espirituais da Vida Maior foi a que determinou que, após o alvorecer do ano 2000 da Era Cristã, os espíritos empedernidos no mal e na ignorância não mais receberiam a permissão para reencarnar na face da Terra. Reencarnar aqui, a partir dessa data equivaleria a um valioso prêmio justo, destinado apenas aos espíritos mais fortes e preparados, que souberam amealhar, no transcurso de múltiplas reencarnações, conquistas espirituais relevantes como a mansidão, a brandura, o amor à paz e à concórdia fraternal entre povos e nações. Insere-se dentro dessa programação de ordem superior a própria reencarnação do mentor espiritual de Chico Xavier, o espírito Emmanuel, que, de fato, veio a renascer, segundo Chico informou a variados amigos mais próximos, exatamente no ano 2000. Certamente, Emmanuel, reencarnado aqui no coração do Brasil, haverá de desempenhar significativo papel na evolução espiritual de nosso orbe.Todos os demais espíritos, recalcitrantes no mal, seriam então, a partir de 2000, encaminhados forçosamente à reencarnação em mundos mais atrasados, de expiações e de provas aspérrimas, ou mesmo em mundos primitivos, vivenciando ainda o estágio do homem das cavernas, para poderem purgar os seus desmandos e a sua insubmissão aos desígnios superiores. Chico Xavier tinha conhecimento desses mundos para onde os espíritos renitentes estariam sendo degredados. Segundo ele, o maior desses planetas se chamaria Kírom ou Quírom.É a nossa última chance, é a última hora… Não há mais tempo para o materialismo. Não há mais tempo para ilusões ou enganos imediatistas. Ou seguiremos com a Luz que efetivamente buscarmos, ou nos afundaremos nas sombras de nossa própria ignorância. Que será de nós? A resposta está em nosso livre-arbítrio, individual e coletivo. É A nossa escolha de hoje que vai gerar o nosso destino. Poderemos optar pelo melhor caminho, o da fraternidade, da sabedoria e do amor, e a regeneração chegará para nós de forma brilhante a partir de 2019; ou poderemos simplesmente escolher o caminho do sofrimento e da dor e, neste caso infeliz, teremos um longo período de reconstrução que poderá durar mais de mil anos, segundo Chico Xavier. Entretanto, sejamos otimistas. Lembremo-nos que deste período de 50 anos já se passaram 42 anos em que as nações mais desenvolvidas e responsáveis do planeta conseguiram se suportar umas às outras sem se lançarem a uma guerra de extermínio nuclear. Essa era a pré-condição imposta por Jesus.     Não estamos entregues à fatalidade nem predeterminados ao sofrimento. Estamos diante de uma encruzilhada do destino coletivo que nos une à nossa casa planetária, aqui na Terra. Temos diante de nós dois caminhos a seguir. O caminho do amor e da sabedoria nos levará a mais rápida ascensão espiritual coletiva. O caminho do ódio e da ignorância acarretar-nos-á mais amplo dispêndio de séculos na reconstrução material e espiritual de nossas coletividades. Tudo virá de acordo com nossas escolhas de agora, individuais e coletivas. Oremos muito.O próprio Emmanuel, através de Chico Xavier, respondendo a uma entrevista já publicada em livro nos diz que as profecias são reveladas aos homens para não serem cumpridas. São na realidade um grande aviso espiritual para que nos melhoremos e afastemos de nós a hipótese do pior caminho.
__._,_.___


"

Dois jovens discipulos frequentemente andavam juntos no eremeterio. O Mestre lhes disse :

- È limitador apegar-se a uma ou poucas pessoas, excluindo todas as demais. Isso inibe o crescimento da simpatia universal. Voces devem ampliar as fronteiras do reino de suas afeiçoes. Espalhem seu amor por toda parte, oferecendo-o a Deus que esta em tudo.

"
Paramahansa Yogananda
Pirâmides Submersas no Japão

As Pirâmides de 11 mil anos submersas no Japão podem confirmar a Terceira Raça. 


Há 6 mil anos, as ruínas eram terras emersas, ligadas ao continente. A elevação do nível dos mares ao longo de eras fez submergir territórios como os da costa de Yonaguni. Há especulações sobre a “identidade” da civilização sepultada naquelas águas. Muitos falam em Atlântida mas, se parte de uma “civilização perdida” repousa no leito daquele mar então o mais certo é que seja a Lemúria ou Mu, ainda mais antiga, chamada pelos esotéricos de civilização da Terceira Raça. 

Desde 1995, mergulhadores e cientistas japoneses estudam uma das mais importantes descobertas arqueológicas do planeta, misteriosamente ignorada pela imprensa ocidental.
Localizada a alguns quilômetros da ilha de Yonaguni, estão os restos submersos de uma cidade muito antiga. Muito antiga MESMO! Os estudos geológicos calcularam a idade destes monumentos como tendo 11.000 anos de idade, o que os colocaria como uma das edificações mais antigas do planeta.
  
Ao longo de mais de uma década de explorações, mergulhadores já haviam localizado nada menos do que oito grandes estruturas feitas pelo homem, incluindo um enorme platô com mais de 200m de comprimento, uma pirâmide no mesmo estilo das aztecas e maias (constituídas de 5 andares e alinhadas de acordo com pontos cardeais), bem como um conjunto completo de zigurates, demarcando áreas e regiões específicas no platô. Assim como são “coincidências” o fato das pirâmides do Egito estarem alinhadas com a constelação de Orion (Osíris), as pirâmides encontradas na China alinharem perfeitamente com a constelação de Gêmeos, os Templos astecas de Tecnochtitlan estarem alinhados com a constelação de Urso, Angkor Wat (aqueles templos que a Lara Croft explora no Cambodja) estarem alinhados com a constelação do Dragão e assim por diante.

Uma estrutura que se pensa ser a construção mais velha do mundo, com quase duas vezes a idade das grandes pirâmides do Egito, foi recentemente descoberta. A formação retangular de pedras abaixo do mar na costa do Japão poderia ser a primeira evidência de uma desconhecida civilização anterior a Idade da Pedra, dizem os arqueólogos. O monumento tem 600 pés de largura e 90 pés de altura e foi datado com pelo menos 8.000 a.C.
  
Equipe do dr. Masaaki Kimura, da Universidade de Ryûkyû, exploram o sítio arqueológico submarino. Escadarias, rampas, terraços, entalhes na rocha e outros indícios da “mão humana”, como ferramentas. Yonaguni pode ser o mais antigo conjunto arquitetônico da história. 
   
A Okinawan Rosseta stone, com símbolos que foram encontrados gravados nas pedras das ruínas submersas. A Okinawa Roseta é um achado arqueológico de Okinawa. 
   
No arquipélago de Ryûkyû, a 480 km a sudoeste de Okinawa - Japão, as águas em torno da ilha de Yonaguni escondem um conjunto de misteriosas ruínas magalíticas. O território, de 28,88 km² e uma população de pouco mais de mil e setecentas pessoas, atraiu a atenção de historiadores, arqueólogos e outros cientistas quando, em 1985, um mergulhador descobriu as magníficas estruturas de pedra submersas nas águas que circundam a ilha. 
   
 

Quando fotos do lugar foram divulgadas, imediatamente começou a polêmica sobre a origem dos terraços e escadarias. Muitos estudiosos recusaram aceitar que as ruínas sejam de construções feitas por mão humana. As formas geométricas, os ângulos muito certos, foram atribuídos a “agentes naturais”. Entretanto, outros pesquisadores afirmam que o fundo do mar de Yonaguni é o túmulo de uma próspera civilização possivelmente mais antiga que Suméria, Egito, Índia ou China. 
   
Em 1997, dr. Masaaki Kimura, professor da Universidade de Ryûkyû, PHD em geologia marinha, publicou A Continent Lost In The Pacific Ocean, onde defende a teoria da civilização submersa; no mesmo ano, uma equipe da universidade empreendeu estudos no sítio arqueológico. 
   
Em 04 de maio de 1998, partes da ilha e das ruínas foram sacudidas por um terremoto. Depois do abalo, foram realizadas filmagens submarinas. Constatou-se que haviam surgido novas estruturas de forma similar aos zigurats da Mesopotâmia. Estes seriam, então, os edifícios mais antigos do mundo. Foram encontradas marcas nas pedras que evidenciam o trabalho feito nelas, incluse entalhes. Também foram achadas ferramentas e uma pequena escadaria. A hipótese de formação natural em Yonaguni tornou-se, então, pouco plausivel. 
   


O Enigma da Face 


Submersa, 18 metros abaixo da superfície, surge uma cabeça megalítica, um rosto de pedra gasto pela erosão das águas que faz lembrar as cabeças de pedra de outros lugares antigos: Moais, no Pacífico; La Venta, Golfo do México.

  
Há 6 mil anos, as ruínas eram terras emersas, ligadas ao continente. A elevação do nível dos mares ao longo de eras fez submergir territórios como os da costa de Yonaguni. Há especulações sobre a “identidade” da civilização sepultada naquelas águas. Muitos falam em Atlântida mas, se parte de uma “civilização perdida” repousa no leito daquele mar então o mais certo é que seja a Lemúria ou Mu, ainda mais antiga, chamada pelos esotéricos de civilização da Terceira Raça.


Anjos e ArcanjosAnjos  e Arcanjos são seres evoluídos, muitos dos quais oriundos de universos  imateriais, de outras coordenadas de tempo/espaço, que para servir ao  Plano Maior, focalizam sua consciência e energia no trabalho de  recuperação deste planeta. Nos tempos passados, tais seres, de grande  poder e amor, recebiam a denominação de Arcanjos, termo cujo sentido  literal é: os mais sublimes mensageiros.  Os seres alados, que empunhando espadas, sobem e descem imensas  escadarias do céu, como mostravam as antigas obras artísticas, teologias  e escrituras,  foram apresentados ao homem da maneira que melhor  pudessem ser compreendidos e acolhidos na época. Essa roupagem, parte da  cultura humana, nos tempos atuais, foi substituída pela presença  concreta de espaçonaves que têm o poder de percorrer, em poucos  momentos, vários anos-luz de distância, guiadas por essas consciências  excelsas. No caso dos Anjos, as “espaçonaves ”  são  ”corpos de Luz”   desses mensageiros; corpos chamados MerKaBa. Como na antiguidade,  também hoje tais seres defendem e preservam a Terra de forças  destrutivas. Usando linguagem adequada para esta época e para os novos  estados mentais e intuitivos que já se anunciam na humanidade,  transmitem o ensinamento em forma de Leis Espirituais, que o ser humano  pode apreender e cumprir. A Grande Fraternidade Branca – rede de  consciências unificadas pela Lei do Amor, que atua em prol da evolução  dos universos – foi sempre a mesma; agora, porém, não há necessidade de o  homem vê-la distante de si. Os que optaram pela vida interior devem  estar prontos para conhecer a verdade sobre seus irmãos do cosmos e, na  medida em que sua consciência se amplia, elementos decorativos,  emocionais e lendários já não são requeridos.Oração para União com os Anjos e ArcanjosHierarquia DivinaDe Anjos e ArcanjosAbri-mos-te a portaQue ingresse a Luz.Em nome da Humanidade,Invocamos agoraTua cósmica Intervenção.Sobre o Arcanjo em Nossa ImagemAcima,  encontra-se uma das formas de apresentação do Arcanjo Raphael, que é o  Arcanjo que trabalha a serviço do Quinto Raio Verde que “ancora “em  nossa dimensão: conhecimento, ciência e cura.  Para a maior parte de  nós, tentamos nossa união com o Arcanjo Raphael, quando necessitamos de  algum tipo de cura. Devemos nos esforçar para chegarmos num estado de  conscência, em que nossa intenção de união com os Arcanjos , Anjos e  Devas  seja pelo ideal de amizade, união e compartilhamento com esses  seres celestes, que na verdade, são nossos irmãos maiores. No caso do  Arcanjo Raphael, conseguiremos a cura tão almejada, quando nos  envolvermos nas energias que ele representa, que são o conhecimento e a  ciência, que atuando em nosso ser, irá nos harmonizar com as Leis  Maiores e naturalmente a cura acontecerá. “A Cura acontece quando nos  harmonizamos com as Leis”.Abaixo, gostaríamos de compartilhar com  todos, alguns atributos sagrados, que são manifestações verbais da Leis  Maiores, que sintonizam nosso ser com essas Leis. No caso, iremos  compartilhar atributos que trabalham a energia da Cura. Estes atributos,  são a medicação que o Arcanjo Raphael carrega em sua ampola e que estão  aqui manifestados na forma escrita. Têm o poder de nos curar, pois nos  conduzem carinhosamente para a compreensão maior.  Podemos usar e abusar  desta medicação sagrada, basta repetí-la quantas vezes tivermos  vontade, em profundo estado de reverência e gratidão.Atributos – CuraConduzir-se estritamente pelo caminho da verdade.
Ordenar a vida com base na essência interna.
Sintonizar com a perfeição existente no âmago de cada ser.
Trabalhar secretamente.
Servir secretamente.
Viver secretamente.
Tornar-se o curador do próprio ser.
Observar precisão impecável.
Ofertar-se ao puro equilíbrio.
Renunciar a interferir na evolução dos demais.
Transcender a atuação do carma material.
Ter a sublime neutralidade como permanente exercício. 
Sobre a imagem do Arcanjo RaphaelPara  os que se interessarem, trabalhamos com a Energia do Arcanjo Raphael,  bem como demais energias que trazem para nós e nossas vidas, os  atributos superiores. Hoje, temos as camisetas com o Arcanjo Raphael.  Estamos em fase de lançamento para os quadros e livros de decretos e  orações.Se estiver interessado em obter nossos produtos, basta acessar: Camisetas Arca Produções.

Anjos e Arcanjos

Anjos e Arcanjos são seres evoluídos, muitos dos quais oriundos de universos imateriais, de outras coordenadas de tempo/espaço, que para servir ao Plano Maior, focalizam sua consciência e energia no trabalho de recuperação deste planeta. Nos tempos passados, tais seres, de grande poder e amor, recebiam a denominação de Arcanjos, termo cujo sentido literal é: os mais sublimes mensageiros. Os seres alados, que empunhando espadas, sobem e descem imensas escadarias do céu, como mostravam as antigas obras artísticas, teologias e escrituras,  foram apresentados ao homem da maneira que melhor pudessem ser compreendidos e acolhidos na época. Essa roupagem, parte da cultura humana, nos tempos atuais, foi substituída pela presença concreta de espaçonaves que têm o poder de percorrer, em poucos momentos, vários anos-luz de distância, guiadas por essas consciências excelsas. No caso dos Anjos, as “espaçonaves ”  são  ”corpos de Luz”  desses mensageiros; corpos chamados MerKaBa. Como na antiguidade, também hoje tais seres defendem e preservam a Terra de forças destrutivas. Usando linguagem adequada para esta época e para os novos estados mentais e intuitivos que já se anunciam na humanidade, transmitem o ensinamento em forma de Leis Espirituais, que o ser humano pode apreender e cumprir. A Grande Fraternidade Branca – rede de consciências unificadas pela Lei do Amor, que atua em prol da evolução dos universos – foi sempre a mesma; agora, porém, não há necessidade de o homem vê-la distante de si. Os que optaram pela vida interior devem estar prontos para conhecer a verdade sobre seus irmãos do cosmos e, na medida em que sua consciência se amplia, elementos decorativos, emocionais e lendários já não são requeridos.


Oração para União com os Anjos e Arcanjos

Hierarquia Divina
De Anjos e Arcanjos
Abri-mos-te a porta
Que ingresse a Luz.
Em nome da Humanidade,
Invocamos agora
Tua cósmica Intervenção.

Sobre o Arcanjo em Nossa Imagem

Acima, encontra-se uma das formas de apresentação do Arcanjo Raphael, que é o Arcanjo que trabalha a serviço do Quinto Raio Verde que “ancora “em nossa dimensão: conhecimento, ciência e cura.  Para a maior parte de nós, tentamos nossa união com o Arcanjo Raphael, quando necessitamos de algum tipo de cura. Devemos nos esforçar para chegarmos num estado de conscência, em que nossa intenção de união com os Arcanjos , Anjos e Devas  seja pelo ideal de amizade, união e compartilhamento com esses seres celestes, que na verdade, são nossos irmãos maiores. No caso do Arcanjo Raphael, conseguiremos a cura tão almejada, quando nos envolvermos nas energias que ele representa, que são o conhecimento e a ciência, que atuando em nosso ser, irá nos harmonizar com as Leis Maiores e naturalmente a cura acontecerá. “A Cura acontece quando nos harmonizamos com as Leis”.
Abaixo, gostaríamos de compartilhar com todos, alguns atributos sagrados, que são manifestações verbais da Leis Maiores, que sintonizam nosso ser com essas Leis. No caso, iremos compartilhar atributos que trabalham a energia da Cura. Estes atributos, são a medicação que o Arcanjo Raphael carrega em sua ampola e que estão aqui manifestados na forma escrita. Têm o poder de nos curar, pois nos conduzem carinhosamente para a compreensão maior.  Podemos usar e abusar desta medicação sagrada, basta repetí-la quantas vezes tivermos vontade, em profundo estado de reverência e gratidão.

Atributos – Cura

  1. Conduzir-se estritamente pelo caminho da verdade.
  2. Ordenar a vida com base na essência interna.
  3. Sintonizar com a perfeição existente no âmago de cada ser.
  4. Trabalhar secretamente.
  5. Servir secretamente.
  6. Viver secretamente.
  7. Tornar-se o curador do próprio ser.
  8. Observar precisão impecável.
  9. Ofertar-se ao puro equilíbrio.
  10. Renunciar a interferir na evolução dos demais.
  11. Transcender a atuação do carma material.
  12. Ter a sublime neutralidade como permanente exercício. 

Sobre a imagem do Arcanjo Raphael

Para os que se interessarem, trabalhamos com a Energia do Arcanjo Raphael, bem como demais energias que trazem para nós e nossas vidas, os atributos superiores. Hoje, temos as camisetas com o Arcanjo Raphael. Estamos em fase de lançamento para os quadros e livros de decretos e orações.
Se estiver interessado em obter nossos produtos, basta acessar: Camisetas Arca Produções.

Convocação UrgenteCaros Peregrinos: Pedimos a colaboração de todos para que o Pedido do Dr. Masaru Emoto, O Mensageiro das Aguas, seja atendido com todo nosso amor. Nossa Irmã Agua, Tão preciosa, que nos dá a possibilidade da vida, sofre em várias regiões da Mãe Terra. Vamos nos unir em amor e realizarmos a convocação abaixo: 31/março - quinta ao meio dia horário local em todos os países .CERIMÔNIA : MANDAR PENSAMENTOS DE AMOR E GRATIDÃO À ÁGUA DAS USINAS NUCLEARES DE FUKUSHIMA - convocação de Dr Masaru EmotoVejam abaixo, mensagem do Dr Emoto para todos os Filhos da Mãe Terra.27 março de 2011Para pessoas de todo o Mundo. Por favor, envie suas orações de amor e gratidão para a água nas usinas nucleares em Fukushima, no Japão! Pelo terremoto de magnitude 9 e surreal tsunami, mais de 10.000 pessoas ainda estão desaparecidas até agora …. 16 dias desde o desastre . O pior é que a água nos reatores nucleares de Fukushima começou a vazar, e é a contaminação do mar, ar e da molécula de água das áreas próximas. A sabedoria humana não foi capaz de fazer muito para resolver o problema, mas estamos apenas tentando esfriar a ira de materiais radioativos nos reatores de descarga de água . Será que realmente não existe nada para fazer?Eu acho que existe. Durante mais de vinte anos de pesquisa e tecnologia de medição HADO fotografando águas cristalinas, tenho testemunhado que a água pode tornar-se positiva quando recebe a vibração pura da Oração humana, não importa o quão longe ela está.A fórmula de Albert Einstein, E = MC2 significa realmente que a Energia = número de pessoas sintonizadas vale o dobro da consciência destas pessoas.Agora é a hora de entender o verdadeiro significado. Vamos todos nos unir nesta cerimônia de oração, como cidadãos do Planeta Terra. Eu gostaria de pedir a todas as pessoas, não apenas no Japão, mas em todo o mundo para nos ajudar a encontrar uma saída para a crise deste planeta !O processo de oração é a seguinte.  Nome da cerimônia:" Vamos mandar nossos pensamentos de amor e gratidão a toda a água nas usinas nucleares em Fukushima"Dia e hora:31 de marco de 2011 (quinta-feira)12:00 horas em cada fuso horário, em cada paísPor favor, diga a seguinte frase: Por favor, diga isso em voz alta ou em sua mente. Repita três vezes colocando as mãos juntas em posição de Oração. Por favor, ofereça sua Oração Sincera. " Água da central nuclear de Fukushima, lamentamos  fazê-la sofrer. Por favor, perdoe-nos.Nós te Agradecemos, e nós te amamos . “Muito obrigado de coração.Com amor e gratidão, Eu Sou, Masaru Emoto, Mensageiro da Água.

Convocação Urgente

Caros Peregrinos: Pedimos a colaboração de todos para que o Pedido do Dr. Masaru Emoto, O Mensageiro das Aguas, seja atendido com todo nosso amor. Nossa Irmã Agua, Tão preciosa, que nos dá a possibilidade da vida, sofre em várias regiões da Mãe Terra. Vamos nos unir em amor e realizarmos a convocação abaixo:

 
31/março - quinta ao meio dia horário local em todos os países .
CERIMÔNIA : MANDAR PENSAMENTOS DE AMOR E GRATIDÃO À ÁGUA DAS USINAS NUCLEARES DE FUKUSHIMA
 - convocação de Dr Masaru Emoto
Vejam abaixo, mensagem do Dr Emoto para todos os Filhos da Mãe Terra.

27 março de 2011
Para pessoas de todo o Mundo. 
Por favor, envie suas orações de amor e gratidão para a água nas usinas nucleares em Fukushima, no Japão! 
Pelo terremoto de magnitude 9 e surreal tsunami, mais de 10.000 pessoas ainda estão desaparecidas até agora …. 16 dias desde o desastre . O pior é que a água nos reatores nucleares de Fukushima começou a vazar, e é a contaminação do mar, ar e da molécula de água das áreas próximas. 
A sabedoria humana não foi capaz de fazer muito para resolver o problema, mas estamos apenas tentando esfriar a ira de materiais radioativos nos reatores de descarga de água . 
Será que realmente não existe nada para fazer?
Eu acho que existe. 
Durante mais de vinte anos de pesquisa e tecnologia de medição HADO fotografando águas cristalinas, tenho testemunhado que a água pode tornar-se positiva quando recebe a vibração pura da Oração humana, não importa o quão longe ela está.
A fórmula de Albert Einstein, E = MC2 significa realmente que a Energia = número de pessoas sintonizadas vale o dobro da consciência destas pessoas.
Agora é a hora de entender o verdadeiro significado. Vamos todos nos unir nesta cerimônia de oração, como cidadãos do Planeta Terra. Eu gostaria de pedir a todas as pessoas, não apenas no Japão, mas em todo o mundo para nos ajudar a encontrar uma saída para a crise deste planeta !
O processo de oração é a seguinte.
  Nome da cerimônia:
" Vamos mandar nossos pensamentos de amor e gratidão a toda a água nas usinas nucleares em Fukushima"
Dia e hora:
31 de marco de 2011 (quinta-feira)
12:00 horas em cada fuso horário, em cada país
Por favor, diga a seguinte frase: Por favor, diga isso em voz alta ou em sua mente. Repita três vezes colocando as mãos juntas em posição de Oração. Por favor, ofereça sua Oração Sincera. 

" Água da central nuclear de Fukushima, lamentamos  fazê-la sofrer. Por favor, perdoe-nos.
Nós te Agradecemos, e nós te amamos . “

Muito obrigado de coração.
Com amor e gratidão, Eu Sou, Masaru Emoto, 
Mensageiro da Água.

Coronel Fawcett - Parte 2
Na tarde de 28 de fevereiro de 1903, no Ceilão, uma jovem senhora grávida de seu primeiro filho  acenava para seu marido que acabava de desembarcar de um imenso navio inglês, um militar britânico uniformizado com todos os brasões do exército imperial. Era Nina Paterson Fawcett, esposa do capitão Percy Harryson Fawcet, que começou sua carreira militar neste país cercado de grandes templos e símbolos, budistas e hindus, em 1886, antes de ser transferido para a África. Porém, sendo budista e com seu primeiro filho a caminho, decidiu se estabelecer por mais tempo em Colombo, onde comprara uma casa para sua família para poder educar seus filhos, principalmente o primogênito que já estava para chegar.
Mal se abraçaram, foram cercados por uma multidão e de repente surgiram cinco pessoas trajadas como monges budistas diante de Fawcett e Nina. Humildemente, os monges que não falavam claramente a língua inglesa, disseram ser mensageiros de uma profecia, e apontavam para a criança que iria nascer na barriga de Nina. Um dos astrólogos virou-se para Fawcett e disse:
- Mestre, um grande espírito aproveitou-se dos laços existentes entre ti e tua esposa, para reencarnar-se em vosso filho. No dia 19 de maio, a senhora dará á luz um menino que será o pai de uma nova raça. Essa criança, quando crescer, irá acompanhá-lo em viagens para terras longínquas do sul, onde ambos desaparecerão juntos. O vosso filho voltará, portanto, para o seio de uma nova civilização. Viemos apenas para transmitir essa humilde mensagem.
E então os monges foram se afastando lentamente e desapareceram como surgiram. E passado algum tempo, após Nina ter esquecido o ocorrido, finalmente no dia 19 de maio de 1903, nasceu o primeiro filho do casal, batizado com o nome de Jack Fawcett. Aqueles estranhos monges haviam dito algo que agora fazia sentido.
Alguns anos se passaram e Jack crescia como um garoto normal e não se via nada nele especial no sentido religioso. Era um desportista amador, que adorava desenhar barcos e navios, e um pesquisador que sonhava desde criança em encontrar uma civilização antiga, perdida em algum lugar. Nina gravou cada palavra dos magos em sua memória e lembraria disso durante todos os dias de sua vida, quando tentaria descobrir onde estava o filho desaparecido.
Há 17 anos, em 1886, ocorreu um fato parecido com Fawcett. O inglês foi abordado por um homem em trajes budistas, que carregava uma estátua do Buda em seus braços. O budista lhe entregou a imagem e pediu que a guardasse consigo, para trazer sorte a ele e á sua família, e que a imagem fosse colocada sobre um mando de seda amarela, a cor da divindade, e que nunca deixasse um estranho tocá-la. O homem se foi assim como chegou, misteriosamente. Fawcett guardou a estátua, e pouco tempo depois se convertia ao budismo.
Veja também:
Coronel Fawcett - Parte 1

Coronel Fawcett - Parte 2

Na tarde de 28 de fevereiro de 1903, no Ceilão, uma jovem senhora grávida de seu primeiro filho  acenava para seu marido que acabava de desembarcar de um imenso navio inglês, um militar britânico uniformizado com todos os brasões do exército imperial. Era Nina Paterson Fawcett, esposa do capitão Percy Harryson Fawcet, que começou sua carreira militar neste país cercado de grandes templos e símbolos, budistas e hindus, em 1886, antes de ser transferido para a África. Porém, sendo budista e com seu primeiro filho a caminho, decidiu se estabelecer por mais tempo em Colombo, onde comprara uma casa para sua família para poder educar seus filhos, principalmente o primogênito que já estava para chegar.

Mal se abraçaram, foram cercados por uma multidão e de repente surgiram cinco pessoas trajadas como monges budistas diante de Fawcett e Nina. Humildemente, os monges que não falavam claramente a língua inglesa, disseram ser mensageiros de uma profecia, e apontavam para a criança que iria nascer na barriga de Nina. Um dos astrólogos virou-se para Fawcett e disse:

- Mestre, um grande espírito aproveitou-se dos laços existentes entre ti e tua esposa, para reencarnar-se em vosso filho. No dia 19 de maio, a senhora dará á luz um menino que será o pai de uma nova raça. Essa criança, quando crescer, irá acompanhá-lo em viagens para terras longínquas do sul, onde ambos desaparecerão juntos. O vosso filho voltará, portanto, para o seio de uma nova civilização. Viemos apenas para transmitir essa humilde mensagem.

E então os monges foram se afastando lentamente e desapareceram como surgiram. E passado algum tempo, após Nina ter esquecido o ocorrido, finalmente no dia 19 de maio de 1903, nasceu o primeiro filho do casal, batizado com o nome de Jack Fawcett. Aqueles estranhos monges haviam dito algo que agora fazia sentido.

Alguns anos se passaram e Jack crescia como um garoto normal e não se via nada nele especial no sentido religioso. Era um desportista amador, que adorava desenhar barcos e navios, e um pesquisador que sonhava desde criança em encontrar uma civilização antiga, perdida em algum lugar. Nina gravou cada palavra dos magos em sua memória e lembraria disso durante todos os dias de sua vida, quando tentaria descobrir onde estava o filho desaparecido.

Há 17 anos, em 1886, ocorreu um fato parecido com Fawcett. O inglês foi abordado por um homem em trajes budistas, que carregava uma estátua do Buda em seus braços. O budista lhe entregou a imagem e pediu que a guardasse consigo, para trazer sorte a ele e á sua família, e que a imagem fosse colocada sobre um mando de seda amarela, a cor da divindade, e que nunca deixasse um estranho tocá-la. O homem se foi assim como chegou, misteriosamente. Fawcett guardou a estátua, e pouco tempo depois se convertia ao budismo.

Veja também:

Coronel Fawcett - Parte 1

Clique na foto e confira nossas camisetas!
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6
Seus Pensamentos e a Sobrevivência
Aí está você, um bebê num mundo novo. Ainda assim nesse mundo novo você está longe de sentir-se desamparado. Você é um espírito poderoso que pode controlar toda a realidade com os seus pensamentos. O que quer que pense acontece instantaneamente! Ainda assim, no princípio, você não percebe essa ligação. A maioria das pessoas não une uma coisa á outra por vários dias, e esses poucos dias são decisivos. Eles poderiam impedir que você sobrevivesse nesse mundo novo se não entendesse o que está acontecendo.
Ali está você, com apenas alguns minutos de idade, e o primeiro grande teste começa. Quando a janela quadridimensional é aberta, qualquer um pode passar, mas geralmente nem todos conseguem permanecer lá.
O que descobrimos é que há três tipos de pessoas nessa fase. Primeiramente, há as pessoas que passam e estão prontas. Elas se preparam nessa vida pelo modo como viveram. Depois há as pessoas que não estão prontas, que sentem tanto medo que não se permitem deixar esta terceira dimensão para atravessar o Vazio, e elas imediatamente voltam á Terra. E finalmente existe um terceiro grupo que atravessa masque não está realmente pronto para a experiência.
Essas pessoas estão prontas para a transmissão para a quarta dimensão, mas não estão realmente preparadas para permanecer lá. Jesus falou sobre essas pessoas quando disse no fim de uma parábola que “muitos serão os chamados, mas poucos os escolhidos”.
Há outra parábola sobre um fazendeiro cujos empregados informam sobre muitas ervas daninhas em meio ao trigo, e perguntam o que fazer. O fazendeiro lhes diz para deixar as ervar crescerem com o trigo, e quando chegasse o momento da colheita, colher tudo junto e depois separar o joio do trigo. Um fazendeiro normalmente tentaria livrar-se das ervas daninhas antes que elas crescessem, mas não era isso o que ele estava dizendo para fazer. Jesus na verdade estava se referindo a esses dois tipos de pessoas – as que estão prontas e as que não estão.
Quando as pessoas não estão prontas, isso significa que elas trazem todos os seus medos e ódios consigo. Quando elas se encontram nesse mundo bizarro, todos os seus medos e sua raiva afloram. Como não sabem que o que pensam tomará forma ao seu redor, os seus medos começam a manifestar-se.
Sem compreender o que está acontecendo, no início a maioria das pessoas reproduzem imagens familiares do seu mundo, coisas que podem reconhecer. Elas fazem isso para dar um sentido ao que está acontecendo. Elas não fazem isso conscientemente, mas pelo seu instinto de sobrevivência. Elas começam a criar as velhas imagens e padrões emocionais. Mas esse novo mundo é tão bizarro que todos os seus medos emergem. Elas dizem: “Minha nossa, como pode acontecer uma coisa dessas? Isso é loucura, um absurdo!” Elas vêem as pessoas que morreram há muito tempo. Elas podem começar a ver cenas do próprio passado, até mesmo da sua infância. Nada faz sentido. A mente procura algum recurso para restabelecer a ordem.
Elas pensam que estão tendo alguma alucinação e isso produz mais medo. Pensando como alguém da Terra, elas podem pensar que alguém está fazendo isso a elas, então elas precisam proteger-se. O ego pensa que precisa de uma arma. A manifestação segue ao pensamento, então, quando elas olham, há um fuzil ou uma escopeta, exatamente o que queriam. Elas pegam a arma e pensam: “Preciso de munição”. Olham á esquerda e encontram enormes caixas de munição. Elas carregam a arma e procuram os bandidos que julgam estar tentando matá-las. Então o que aparece na hora? Os bandidos, totalmente armados.
Agora os piores medos delas se manifestam, sejam quem for eles começam a atirar. Para onde quer que elas se voltem, as outras pessoas estão tentando matá-las. Finalmente, o seu maior medo se manifesta, e elas são atingidas mortalmente.  
Uma situação como essa acontece e afasta as pessoas do mundo superior de volta ao mundo de onde vieram. Isso foi o que Jesus quis dizer quando afirmou: “Por que todos os que lançarem mão á espada, á espada morrerão”. Mas Jesus também disse: “Bem-aventurados os mansos, por que eles herdarão a Terra”, o que significa que se você estiver nesse novo mundo tendo pensamentos simples de amor, harmonia e paz, confiando em Deus e em si mesmo, então isso é exatamente o que irá manifestar-se no seu mundo. Você manifestará um mundo harmonioso, lindo. Se você for “manso”, conseguirá permanecer nesse mundo superior pelos seus pensamentos, sentimentos e ações. Você sobreviverá.
Isso é apenas o começo, é claro. Então você nasce no novo mundo e sobrevive. Desse modo em diante existem diversas possibilidades. Uma invariavelmente ocorrerá: depois de algum tempo você começará a explorar essa realidade e a certa altura perceberá que seja lá o que você pensar, acontece.
Nesse ponto as pessoas geralmente olham pro seu corpo e dizem: “Uau!”, e com os seus pensamentos, aperfeiçoam o seu corpo e fisicamente se tornam o que sempre quiseram ser. Elas corrigem tudo, fazem crescer pernas e braços. Por que não? É como o brinquedo de uma criança. Uma vez que o ego ainda funciona um pouco nesse estágio, você pode tornar-se uma pessoa linda, atraente ou mais alta. Mas logo você ficará entediado com o aperfeiçoamento do seu corpo. Então vai começar a explorar o resto da sua nova realidade.
Uma coisa quase certamente vai acontecer. Você de repente vai perceber as grandes luzes movendo-se ao redor da região onde se encontra. Elas são chamadas mãe e pai. Sim, você terá pai na quarta dimensão. Essa é, porém, a ultima vez, pois no próximo mundo superior não os terá mais.
Na região da quarta dimensão aonde você quer chegar, os problemas de família vividos aqui na Terra não existirão. Lá, a sua mãe e o seu pai vão amá-lo de uma maneira que você apenas sonhou aqui na Terra. Eles irão amar e cuidar totalmente de você. Não permitirão que nada de mal lhe aconteça depois que você sobreviveu. Você não precisará preocupar-se com nada. Será um período de imensa alegria se você simplesmente entregar-se e permitir ser guiado por esse amor. Você vai perceber que finalmente tirou a sorte grande na vida.
Toda a dor e sofrimento por que passou na vida acabaram, e outra vida em um nível belo e sagrado está começando. Agora o propósito e o significado da vida começam a voltar conscientemente. Você começa a experimentar outra antiga, porém nova, forma de ser, e é sua. Ela sempre foi sua, mas você a deixou de lado. Então agora você está voltando ao estado de consciência onde Deus é perceptível em toda a vida. Você o percebe a cada respiração que entra no seu corpo brilhante de luz.
Textos anteriores:
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Clique na foto e confira nossas camisetas!

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Seus Pensamentos e a Sobrevivência

Aí está você, um bebê num mundo novo. Ainda assim nesse mundo novo você está longe de sentir-se desamparado. Você é um espírito poderoso que pode controlar toda a realidade com os seus pensamentos. O que quer que pense acontece instantaneamente! Ainda assim, no princípio, você não percebe essa ligação. A maioria das pessoas não une uma coisa á outra por vários dias, e esses poucos dias são decisivos. Eles poderiam impedir que você sobrevivesse nesse mundo novo se não entendesse o que está acontecendo.

Ali está você, com apenas alguns minutos de idade, e o primeiro grande teste começa. Quando a janela quadridimensional é aberta, qualquer um pode passar, mas geralmente nem todos conseguem permanecer lá.

O que descobrimos é que há três tipos de pessoas nessa fase. Primeiramente, há as pessoas que passam e estão prontas. Elas se preparam nessa vida pelo modo como viveram. Depois há as pessoas que não estão prontas, que sentem tanto medo que não se permitem deixar esta terceira dimensão para atravessar o Vazio, e elas imediatamente voltam á Terra. E finalmente existe um terceiro grupo que atravessa masque não está realmente pronto para a experiência.

Essas pessoas estão prontas para a transmissão para a quarta dimensão, mas não estão realmente preparadas para permanecer lá. Jesus falou sobre essas pessoas quando disse no fim de uma parábola que “muitos serão os chamados, mas poucos os escolhidos”.

Há outra parábola sobre um fazendeiro cujos empregados informam sobre muitas ervas daninhas em meio ao trigo, e perguntam o que fazer. O fazendeiro lhes diz para deixar as ervar crescerem com o trigo, e quando chegasse o momento da colheita, colher tudo junto e depois separar o joio do trigo. Um fazendeiro normalmente tentaria livrar-se das ervas daninhas antes que elas crescessem, mas não era isso o que ele estava dizendo para fazer. Jesus na verdade estava se referindo a esses dois tipos de pessoas – as que estão prontas e as que não estão.

Quando as pessoas não estão prontas, isso significa que elas trazem todos os seus medos e ódios consigo. Quando elas se encontram nesse mundo bizarro, todos os seus medos e sua raiva afloram. Como não sabem que o que pensam tomará forma ao seu redor, os seus medos começam a manifestar-se.

Sem compreender o que está acontecendo, no início a maioria das pessoas reproduzem imagens familiares do seu mundo, coisas que podem reconhecer. Elas fazem isso para dar um sentido ao que está acontecendo. Elas não fazem isso conscientemente, mas pelo seu instinto de sobrevivência. Elas começam a criar as velhas imagens e padrões emocionais. Mas esse novo mundo é tão bizarro que todos os seus medos emergem. Elas dizem: “Minha nossa, como pode acontecer uma coisa dessas? Isso é loucura, um absurdo!” Elas vêem as pessoas que morreram há muito tempo. Elas podem começar a ver cenas do próprio passado, até mesmo da sua infância. Nada faz sentido. A mente procura algum recurso para restabelecer a ordem.

Elas pensam que estão tendo alguma alucinação e isso produz mais medo. Pensando como alguém da Terra, elas podem pensar que alguém está fazendo isso a elas, então elas precisam proteger-se. O ego pensa que precisa de uma arma. A manifestação segue ao pensamento, então, quando elas olham, há um fuzil ou uma escopeta, exatamente o que queriam. Elas pegam a arma e pensam: “Preciso de munição”. Olham á esquerda e encontram enormes caixas de munição. Elas carregam a arma e procuram os bandidos que julgam estar tentando matá-las. Então o que aparece na hora? Os bandidos, totalmente armados.

Agora os piores medos delas se manifestam, sejam quem for eles começam a atirar. Para onde quer que elas se voltem, as outras pessoas estão tentando matá-las. Finalmente, o seu maior medo se manifesta, e elas são atingidas mortalmente. 

Uma situação como essa acontece e afasta as pessoas do mundo superior de volta ao mundo de onde vieram. Isso foi o que Jesus quis dizer quando afirmou: “Por que todos os que lançarem mão á espada, á espada morrerão”. Mas Jesus também disse: “Bem-aventurados os mansos, por que eles herdarão a Terra”, o que significa que se você estiver nesse novo mundo tendo pensamentos simples de amor, harmonia e paz, confiando em Deus e em si mesmo, então isso é exatamente o que irá manifestar-se no seu mundo. Você manifestará um mundo harmonioso, lindo. Se você for “manso”, conseguirá permanecer nesse mundo superior pelos seus pensamentos, sentimentos e ações. Você sobreviverá.

Isso é apenas o começo, é claro. Então você nasce no novo mundo e sobrevive. Desse modo em diante existem diversas possibilidades. Uma invariavelmente ocorrerá: depois de algum tempo você começará a explorar essa realidade e a certa altura perceberá que seja lá o que você pensar, acontece.

Nesse ponto as pessoas geralmente olham pro seu corpo e dizem: “Uau!”, e com os seus pensamentos, aperfeiçoam o seu corpo e fisicamente se tornam o que sempre quiseram ser. Elas corrigem tudo, fazem crescer pernas e braços. Por que não? É como o brinquedo de uma criança. Uma vez que o ego ainda funciona um pouco nesse estágio, você pode tornar-se uma pessoa linda, atraente ou mais alta. Mas logo você ficará entediado com o aperfeiçoamento do seu corpo. Então vai começar a explorar o resto da sua nova realidade.

Uma coisa quase certamente vai acontecer. Você de repente vai perceber as grandes luzes movendo-se ao redor da região onde se encontra. Elas são chamadas mãe e pai. Sim, você terá pai na quarta dimensão. Essa é, porém, a ultima vez, pois no próximo mundo superior não os terá mais.

Na região da quarta dimensão aonde você quer chegar, os problemas de família vividos aqui na Terra não existirão. Lá, a sua mãe e o seu pai vão amá-lo de uma maneira que você apenas sonhou aqui na Terra. Eles irão amar e cuidar totalmente de você. Não permitirão que nada de mal lhe aconteça depois que você sobreviveu. Você não precisará preocupar-se com nada. Será um período de imensa alegria se você simplesmente entregar-se e permitir ser guiado por esse amor. Você vai perceber que finalmente tirou a sorte grande na vida.

Toda a dor e sofrimento por que passou na vida acabaram, e outra vida em um nível belo e sagrado está começando. Agora o propósito e o significado da vida começam a voltar conscientemente. Você começa a experimentar outra antiga, porém nova, forma de ser, e é sua. Ela sempre foi sua, mas você a deixou de lado. Então agora você está voltando ao estado de consciência onde Deus é perceptível em toda a vida. Você o percebe a cada respiração que entra no seu corpo brilhante de luz.

Textos anteriores:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Clique na foto e confira nossas camisetas!
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5
O novo nascimento
A experiência seguinte é bem chocante. Depois de flutuar do nada e na escuridão por três dias mais ou menos, em um nível do seu ser pode parecer como se tivessem passado uns mil anos. Então, de maneira totalmente inesperada e num instante, todo o seu mundo explode com uma luz branca brilhante. Será mesmo ofuscante. Será a luz mais brilhante que você já conheceu, e demorará muito tempo antes que os seus olhos possam ajustar-se e controlar a intensidade dessa nova luz.
É mais do que provável que a experiência pareça inteiramente nova, e aquilo em que você acabou de transformar-se é num bebê em uma nova realidade. Você é um bebezinho, exatamente como nasceu aqui na Terra, você veio de um lugar muito escuro para um lugar muito claro; você ficou como que ofuscado e não sabia o que afinal de contas estava acontecendo. A experiência é semelhante de muitas maneiras. Parabéns! Você acabou de nascer em um novo mundo brilhante!
Enquanto começa a acostumar-se com essa intensidade de luz, o que pode demorar algum tempo, você passa a ver cores que nunca viu antes e nunca soube que existissem. Tudo, a configuração toda, toda a sensação de realidade, é extravagante e desconhecida a você a não ser pelo breve período com os objetos flutuando pouco antes da mudança.
Na verdade, isso é mais do que um segundo nascimento. Na Terra, quando nasceu, você começou pequeno e continuou a crescer até tornar-se um adulto. Normalmente pensamos na maturidade humana como o fim do crescimento. O que pode parecer estranho até que você veja é que um corpo adulto na dimensão seguinte é um bebê. Exatamente como acontece aqui, você começa a crescer e tornar-se mais alto até alcançar a maturidade nesse novo mundo. Um ser humano nesse novo mundo quadridimensional é surpreendentemente mais alto do que aqui. Um homem adulto tem cerca de 4,20 a 4,80 metros de altura, e uma mulher adulta 3 a 3,60 metros de altura.
O seu corpo parecerá sólido, assim como na Terra, mas em comparação com a Terra tridimensional, não é. Na verdade, se você voltasse á Terra, ninguém poderia vê-lo. Você ainda tem uma estrutura atômica, mas a maioria dos átomos terá se convertido em energia. Você se transformou em energia e muito pouca matéria. Você pode atravessar uma parede sólida na Terra, mas aqui você é sólido. Esse novo nascimento será a sua ultima vida em uma estrutura como a conhece. Na quinta dimensão, a que passaremos logo depois da quarta, não existem formas de vida. Esse é um estado de consciência sem forma. Você não tem corpo, mas está em toda parte ao mesmo tempo.
O tempo é extremamente diferente na quarta dimensão. Alguns minutos na terra representam várias horas em 4-D, portanto num período de uns dois anos, você chega á fase adulta. Mas a vida não se resume apenas ao crescimento, como acontece aqui na Terra. Há níveis de conhecimento e existência que seriam difíceis de imaginar de onde você estará quando acabar de entrar na quarta dimensão, assim como um bebê aqui na Terra não consegue compreender a astrofísica.
Continuações dos textos:
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Clique na foto e confira nossas camisetas!

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5

O novo nascimento

A experiência seguinte é bem chocante. Depois de flutuar do nada e na escuridão por três dias mais ou menos, em um nível do seu ser pode parecer como se tivessem passado uns mil anos. Então, de maneira totalmente inesperada e num instante, todo o seu mundo explode com uma luz branca brilhante. Será mesmo ofuscante. Será a luz mais brilhante que você já conheceu, e demorará muito tempo antes que os seus olhos possam ajustar-se e controlar a intensidade dessa nova luz.

É mais do que provável que a experiência pareça inteiramente nova, e aquilo em que você acabou de transformar-se é num bebê em uma nova realidade. Você é um bebezinho, exatamente como nasceu aqui na Terra, você veio de um lugar muito escuro para um lugar muito claro; você ficou como que ofuscado e não sabia o que afinal de contas estava acontecendo. A experiência é semelhante de muitas maneiras. Parabéns! Você acabou de nascer em um novo mundo brilhante!

Enquanto começa a acostumar-se com essa intensidade de luz, o que pode demorar algum tempo, você passa a ver cores que nunca viu antes e nunca soube que existissem. Tudo, a configuração toda, toda a sensação de realidade, é extravagante e desconhecida a você a não ser pelo breve período com os objetos flutuando pouco antes da mudança.

Na verdade, isso é mais do que um segundo nascimento. Na Terra, quando nasceu, você começou pequeno e continuou a crescer até tornar-se um adulto. Normalmente pensamos na maturidade humana como o fim do crescimento. O que pode parecer estranho até que você veja é que um corpo adulto na dimensão seguinte é um bebê. Exatamente como acontece aqui, você começa a crescer e tornar-se mais alto até alcançar a maturidade nesse novo mundo. Um ser humano nesse novo mundo quadridimensional é surpreendentemente mais alto do que aqui. Um homem adulto tem cerca de 4,20 a 4,80 metros de altura, e uma mulher adulta 3 a 3,60 metros de altura.

O seu corpo parecerá sólido, assim como na Terra, mas em comparação com a Terra tridimensional, não é. Na verdade, se você voltasse á Terra, ninguém poderia vê-lo. Você ainda tem uma estrutura atômica, mas a maioria dos átomos terá se convertido em energia. Você se transformou em energia e muito pouca matéria. Você pode atravessar uma parede sólida na Terra, mas aqui você é sólido. Esse novo nascimento será a sua ultima vida em uma estrutura como a conhece. Na quinta dimensão, a que passaremos logo depois da quarta, não existem formas de vida. Esse é um estado de consciência sem forma. Você não tem corpo, mas está em toda parte ao mesmo tempo.

O tempo é extremamente diferente na quarta dimensão. Alguns minutos na terra representam várias horas em 4-D, portanto num período de uns dois anos, você chega á fase adulta. Mas a vida não se resume apenas ao crescimento, como acontece aqui na Terra. Há níveis de conhecimento e existência que seriam difíceis de imaginar de onde você estará quando acabar de entrar na quarta dimensão, assim como um bebê aqui na Terra não consegue compreender a astrofísica.

Continuações dos textos:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Clique aqui e confira nossas promoções em nosso blog parceiro!
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4
 O vazio – três dias de escuridão.
Finalmente, a realidade dourada, metálica, diminui de intensidade e desaparece. O ouro brilhante torna-se opaco e continua perdendo a sua luminosidade até que seu mundo inteiro fica escuro e preto. Uma escuridão o engolfa, e o seu velho mundo se foi para sempre. Agora você não pode ver nada, nem mesmo o seu corpo. Você percebe que está estável, mas ao mesmo tempo está flutuando. O seu mundo familiar se foi. Não sinta medo nessa hora. Não há nada a temer. É inteiramente natural. Você entrou no Vazio entre a terceira e quarta dimensões. O Vazio de onde vieram todas as coisas e por onde sempre retornam. Você passou pela porta entre os mundos. Ali não existe nem som nem luz. É a privação sensorial total de todas as maneiras imagináveis. Não há nada a fazer a não ser esperar e sentir gratidão pela sua ligação com Deus. Você provavelmente irá sonhar nesse momento. Tudo bem. Se não sonhar, será como a passagem por um período de tempo muito longo. Na verdade, serão apenas cerca de três dias.
Para ser breve, esse período pode durar de dois dias e seis horas (o mais curto conhecido) a cerca de quatro dias (o mais longo já transposto). Normalmente, dura entre três dias e três dias e meio. Esses dias são dias terrestres, e esse tempo é experimental, não real, por que o tempo como conhecemos não existe. Agora você chegou ao “Final dos Tempos”, aquele de que os maias, outras religiões e pessoas espiritualizadas falam.
Continuações dos textos:
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Clique aqui e confira nossas promoções em nosso blog parceiro!

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

 O vazio – três dias de escuridão.

Finalmente, a realidade dourada, metálica, diminui de intensidade e desaparece. O ouro brilhante torna-se opaco e continua perdendo a sua luminosidade até que seu mundo inteiro fica escuro e preto. Uma escuridão o engolfa, e o seu velho mundo se foi para sempre. Agora você não pode ver nada, nem mesmo o seu corpo. Você percebe que está estável, mas ao mesmo tempo está flutuando. O seu mundo familiar se foi. Não sinta medo nessa hora. Não há nada a temer. É inteiramente natural. Você entrou no Vazio entre a terceira e quarta dimensões. O Vazio de onde vieram todas as coisas e por onde sempre retornam. Você passou pela porta entre os mundos. Ali não existe nem som nem luz. É a privação sensorial total de todas as maneiras imagináveis. Não há nada a fazer a não ser esperar e sentir gratidão pela sua ligação com Deus. Você provavelmente irá sonhar nesse momento. Tudo bem. Se não sonhar, será como a passagem por um período de tempo muito longo. Na verdade, serão apenas cerca de três dias.

Para ser breve, esse período pode durar de dois dias e seis horas (o mais curto conhecido) a cerca de quatro dias (o mais longo já transposto). Normalmente, dura entre três dias e três dias e meio. Esses dias são dias terrestres, e esse tempo é experimental, não real, por que o tempo como conhecemos não existe. Agora você chegou ao “Final dos Tempos”, aquele de que os maias, outras religiões e pessoas espiritualizadas falam.

Continuações dos textos:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3:
Seis horas antes da mudança
 Vamos começar a partir de seis horas antes da mudança. Você acorda em uma manhã fresca e límpida, sentindo-se ótimo. Ao levantar, percebe que parece mais leve e um pouco estranho. Você decide tomar um banho. Observando a água, sente alguma coisa atrás de si. Você se volta e vê um grande objeto reluzente de cores estranhas flutuando a cerca de um metro do piso próximo á parede. Enquanto você tenta descobrir o que é aquilo, outro objeto menor aparece do nada a menos de um metro de distância. Eles começam a flutuar pelo banheiro.
 Você sai correndo para o quarto, onde vê todo o aposento cheio dessas coisas estranhas inimagináveis. Pode ser que pense que está tendo um colapso nervoso ou que talvez um tumor no cérebro esteja afetando a sua percepção, mas nenhuma dessas coisas é o caso. De repente, o chão começa a abrir-se e toda a casa se contorce. Você corre para fora, para perto da natureza, onde tudo parece normal, com exceção de que se vêem muitas daquelas coisas estranhas por toda a parte.  
Você decide sentar-se e não se mover. Lembra-se do seu Mer-Ka-Ba e começa a respirar conscientemente. Você relaxa no fluxo de prana que atravessa o seu corpo. O grande          Mer-Ka-Ba giratório o envolve com o seu calor e a sua segurança. Você se centra e espera, porque o que está prestes a acontecer é graça de Deus. Realmente, não há para onde ir. Essa é a maior travessia que se possa imaginar. Ela é antiga, ainda que seja inteiramente nova. Ela é linda e você se sente fantástico. Sente-se mais vivo que nunca desde que vivia na realidade normal da Terra. Cada respiração parece ser emocionante.
Você olha através da paisagem, onde uma neblina vermelha e resplandecente começa a dominar todo o espaço ao seu redor. Logo você se vê envolvido por essa neblina vermelha, que parece ter a sua própria fonte de luz. É uma neblina, mas realmente não se parece com nenhuma neblina que você já viu. Parece estar por toda parte agora. Você está até mesmo respirando-a.
Um sentimento estranho o invade. Não é verdadeiramente mau, só incomum. Você percebe que a neblina vermelha está mudando aos poucos para a cor laranja. Não muito depois de notar que ela se parecia laranja ela se torna amarela. O amarelo rapidamente torna-s e verde, depois azul, em seguida púrpura, então violeta, depois ultravioleta. Então um forte clarão de luz branca explode na sua consciência. Você não só está cercado por essa luz branca, mas parece que você é a luz. Para você, não há mais nada na existência.
Esse ultimo sentimento parece continuar por muito tempo. Lentamente, muito lentamente, a luz branca muda para uma luz clara e o lugar onde você estava sentado volta a ficar visível. Só que parece como se tudo fosse metálico e feito de ouro puro – as árvores, as nuvens, os animais, as casas, as outras pessoas- a não ser o seu corpo, que pode ou não parecer dourado.
Quase imperceptivelmente, a realidade dourada, metálica, torna-se transparente. Vagarosamente, tudo começa a ter a aparência de vidro dourado. Você é capaz de ver através das paredes; pode até mesmo ver as pessoas caminhando atrás delas.
Continuações dos textos:
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3:

Seis horas antes da mudança

 Vamos começar a partir de seis horas antes da mudança. Você acorda em uma manhã fresca e límpida, sentindo-se ótimo. Ao levantar, percebe que parece mais leve e um pouco estranho. Você decide tomar um banho. Observando a água, sente alguma coisa atrás de si. Você se volta e vê um grande objeto reluzente de cores estranhas flutuando a cerca de um metro do piso próximo á parede. Enquanto você tenta descobrir o que é aquilo, outro objeto menor aparece do nada a menos de um metro de distância. Eles começam a flutuar pelo banheiro.

 Você sai correndo para o quarto, onde vê todo o aposento cheio dessas coisas estranhas inimagináveis. Pode ser que pense que está tendo um colapso nervoso ou que talvez um tumor no cérebro esteja afetando a sua percepção, mas nenhuma dessas coisas é o caso. De repente, o chão começa a abrir-se e toda a casa se contorce. Você corre para fora, para perto da natureza, onde tudo parece normal, com exceção de que se vêem muitas daquelas coisas estranhas por toda a parte. 

Você decide sentar-se e não se mover. Lembra-se do seu Mer-Ka-Ba e começa a respirar conscientemente. Você relaxa no fluxo de prana que atravessa o seu corpo. O grande          Mer-Ka-Ba giratório o envolve com o seu calor e a sua segurança. Você se centra e espera, porque o que está prestes a acontecer é graça de Deus. Realmente, não há para onde ir. Essa é a maior travessia que se possa imaginar. Ela é antiga, ainda que seja inteiramente nova. Ela é linda e você se sente fantástico. Sente-se mais vivo que nunca desde que vivia na realidade normal da Terra. Cada respiração parece ser emocionante.

Você olha através da paisagem, onde uma neblina vermelha e resplandecente começa a dominar todo o espaço ao seu redor. Logo você se vê envolvido por essa neblina vermelha, que parece ter a sua própria fonte de luz. É uma neblina, mas realmente não se parece com nenhuma neblina que você já viu. Parece estar por toda parte agora. Você está até mesmo respirando-a.

Um sentimento estranho o invade. Não é verdadeiramente mau, só incomum. Você percebe que a neblina vermelha está mudando aos poucos para a cor laranja. Não muito depois de notar que ela se parecia laranja ela se torna amarela. O amarelo rapidamente torna-s e verde, depois azul, em seguida púrpura, então violeta, depois ultravioleta. Então um forte clarão de luz branca explode na sua consciência. Você não só está cercado por essa luz branca, mas parece que você é a luz. Para você, não há mais nada na existência.

Esse ultimo sentimento parece continuar por muito tempo. Lentamente, muito lentamente, a luz branca muda para uma luz clara e o lugar onde você estava sentado volta a ficar visível. Só que parece como se tudo fosse metálico e feito de ouro puro – as árvores, as nuvens, os animais, as casas, as outras pessoas- a não ser o seu corpo, que pode ou não parecer dourado.

Quase imperceptivelmente, a realidade dourada, metálica, torna-se transparente. Vagarosamente, tudo começa a ter a aparência de vidro dourado. Você é capaz de ver através das paredes; pode até mesmo ver as pessoas caminhando atrás delas.

Continuações dos textos:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1

Peregrinos,

Muitos amigos comentaram conosco sobre o texto de Drunvalo Melquisedek sobre os tres dias de escuridão referenciado inclusive nas profecias de Nossa Senhora. Neste texto, Drunvalo nos descreve também, todo o processo da mudança dimensional que nosso amado planeta e todos nós iremos passar. É um dos textos mais ricos e esclarecedores que já tivemos oportunidade de receber e compartilhar.  A pedidos de nossos amigos, segue o texto em português.

Mudanças Planetárias

Todas as pessoas que vivem na terra já passaram por uma mudança dessas. Elas precisaram passar para chegar aqui na Terra.  Trata-se simplesmente de um fato cósmico. A menos que tenhamos vindo de perto, sempre que saímos de algum lugar para vir á Terra, precisamos atravessar o Vazio para chegar aqui, portanto precisamos ter mudado de dimensão. No dia em que vocês nasceram na Terra como um bebê, vocês passaram por uma mudança dimensional. Vieram de um mundo para outro. E é só por causa da nossa fraca memória humana que não nos lembramos.

Por não lembrarmo-nos da experiência de ter nascido ou de ter vindo das outras dimensões, causamo-nos enormes limitações.  Por exemplo, não podemos superar a realidade das grandes distâncias. As distâncias na nossa realidade são tão grandes que não podemos atravessá-las. Não podemos nem mesmo deixar o nosso sistema solar, pois no atual estado de consciência somos prisioneiros em nossa própria casa.

Isso não é verdade? Viajar a grandes distâncias em espaçonaves no modo convencional como percebemos o tempo e o espaço não é possível. As mentes científicas já chegaram a essa conclusão. Mas é claro que é uma sugestão desalentadora não podermos jamais deixar o nosso próprio sistema solar. Para chegar á estrela mais próxima (Alfa Centauro, a cerca de 4 anos-luz de distância) precisaríamos de cerca de 115 milhões de anos, usando a tecnologia espacial atual. Os humanos não vivem muito, e além do mais, essa é apenas a estrela mais próxima. Chegar ao espaço longínquo seria simplesmente impossível. Teríamos de mudar a nossa compreensão de tempo e espaço para conseguir.

Como dissemos, o nosso problema é que só conhecemos sobre tempo e espaço; a realidade das dimensões praticamente se perdeu. Uma vez que todas as coisas são perfeitas, estamos nos lembrando agora, quando precisamos disso. Primeiro nos lembramos em sonhos, depois em filmes. Filmes como Jornada nas Estrelas, Contato, Esfera e muitos outros discutem idéias sobre as dimensões. Vamos nos lembrar, pois Deus está conosco.

Portanto, vamos lá. Vou dizer-lhes exatamente o que normalmente acontece em uma mudança dimensional. Vou dar-lhes essa descrição a partir da minha experiência em primeira mão, mas o que vai acontecer conosco de verdade poderá ser ligeiramente diferente, pois o universo está sempre tentando algo novo. Alguns de vocês provavelmente prefeririam que eu contasse na forma de uma história, mas acho que ir direto ao assunto seria mais adequado.

Próximos textos:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 5

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2



Cliquena foto e confira nossas camisetas!
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2
A experiência de uma Mudança Planetária Real
Lembrem-se de que o que vou dizer agora é o que um livro didático galáctico revelaria. Trata-se exatamente do panorama normal. Poderá haver muitos detalhes diferentes por que a vida é flexível, mas conhecendo a norma, vocês podem imaginar as diferenças.
Quando ingressamos neste novo milênio, os mestres ascensionados consideraram que haveria muito pouca violência na aproximação da mudança, porque já atravessamos um longo percurso nesse caminho. Saímo-nos muito bem ao contribuir para o nascimento da nova consciência humana! Portando, direi o seguinte agora: relaxem e não se preocupem. Aproveitem essa transição. Quando testemunharem a perfeição da vida, poderão ser aquele bebezinho que talvez sempre quiseram voltar a ser. Saibam que terão quem cuide de vocês e que os acontecimentos serão guiados pelo mais puro amor. Essa onda de energia é tão maior do que vocês que poderão tranquilamente render-se a ela e simplesmente existir.
Provavelmente, conseguimos mudar a possibilidade de dois anos para três meses de caos. Atualmente se acredita que o período anterior à mudança provavelmente será muito curto e com praticamente poucos distúrbios. Espera-se pouco ou nenhum perigo, a não ser nas cinco ou seis horas da mudança. Muito provavelmente vocês vão acordar numa manhã e antes do pôr do sol encontrar-se como um bebê em um mundo inteiramente novo.
Continuações dos textos:
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6
Texto de Drunvalo Melchisedek- Parte 5
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3
Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

Cliquena foto e confira nossas camisetas!

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 2

A experiência de uma Mudança Planetária Real

Lembrem-se de que o que vou dizer agora é o que um livro didático galáctico revelaria. Trata-se exatamente do panorama normal. Poderá haver muitos detalhes diferentes por que a vida é flexível, mas conhecendo a norma, vocês podem imaginar as diferenças.

Quando ingressamos neste novo milênio, os mestres ascensionados consideraram que haveria muito pouca violência na aproximação da mudança, porque já atravessamos um longo percurso nesse caminho. Saímo-nos muito bem ao contribuir para o nascimento da nova consciência humana! Portando, direi o seguinte agora: relaxem e não se preocupem. Aproveitem essa transição. Quando testemunharem a perfeição da vida, poderão ser aquele bebezinho que talvez sempre quiseram voltar a ser. Saibam que terão quem cuide de vocês e que os acontecimentos serão guiados pelo mais puro amor. Essa onda de energia é tão maior do que vocês que poderão tranquilamente render-se a ela e simplesmente existir.

Provavelmente, conseguimos mudar a possibilidade de dois anos para três meses de caos. Atualmente se acredita que o período anterior à mudança provavelmente será muito curto e com praticamente poucos distúrbios. Espera-se pouco ou nenhum perigo, a não ser nas cinco ou seis horas da mudança. Muito provavelmente vocês vão acordar numa manhã e antes do pôr do sol encontrar-se como um bebê em um mundo inteiramente novo.

Continuações dos textos:

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 6

Texto de Drunvalo Melchisedek- Parte 5

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 4

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 3

Texto de Drunvalo Melchisedek - Parte 1 

"Todo mundo está ‘pensando’ em deixar um planeta melhor para nossos filhos… Quando é que se ‘pensará’ em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"
Essa pergunta foi vencedora em um congresso sobre vida sustentável
El Morya – Parte 4 
El Morya Parte 3
El Morya Parte 2
El Morya Parte 1
Em suas encarnações mais importantes, El Morya atuou sempre mostrando sua fidelidade e entrega à Vontade Divina.Ele foi Abraão, o Senhor da Era de Áries, e viveu cerca de 175 anos. Ele trouxe para a humanidade o raio azul do poder divino. Abraão foi o progenitor das doze tribos de Israel. Cada um dos filhos de Deus encarnados na Terra, pertencem a uma destas doze tribos de Israel, descendendo portanto, diretamente da linhagem de Abraão.O nome Abraão significa - “Pai ou Líder de Muitos”. Morya foi  Melquior, um dos três reis magos a recepcionar a vinda da manifestação do Cristo em Jesus.Ele foi o rei Artur da Bretanha, onde convocou a corte de Camelot para buscar o Santo Graal, e alcançar, através da iniciação, os mistérios interiores do Cristo. Poderemos falar sobre o Graal em próximos encontros. Em sua vida como Arthur, esse iniciado já tinha conhecimento do que o Graal representava e não mediu esforços para que ele e seus adeptos, entrassem em contato com a iniciação da qual o Graal é portador. Enquando a humanidade, em sua grande maioria, nem faz idéia do que seja o Graal, de onde ele vem, e o que nos traz, o Rei Iniciado Arthur, consegue a gigantesca proeza de realizar o primeiro nível dessas iniciações já naquela época. Realmente: proeza de primeiro raio. Durante séculos, a história de Artur e os cavaleiros da Távola Redonda, foi contata por toda a Europa, e ainda nos dias de hoje, pelo mundo a fora, levando a mensagem da união em busca da verdade.El Morya foi Thomas Becket e também Thomas More, onde defendeu a Fé e a Verdade, discordando do Rei Henrique II e VIII, nestas duas encarnações.Thomas Becket foi escolhido por Henrique II da Inglaterra, para ser o conselheiro real, uma posição que manteve durante sete anos, como íntimo e leal servidor do rei. Henrique recompensou Becket fazendo-o arcebispo de Cantuária. Becket, vivia uma vida de simplicidade e pobreza e, apesar de ter ajudado Henrique a diminuir o poder dos bispos, passou a defender ativamente os direitos do Cristianismo. Seguiram-se então, violentas questões com Henrique e um longo período de exílio. Depois de se reconciliarem, entraram em conflito novamente, até que Henrique perguntou se não haveria ninguém capaz de livra-lo “daquele padre turbulento”.Foi então, que quatro cavaleiros ouviram-no e mataram Becket nos degraus do altar de Cantuária. Becket foi canonizado em 1173 e a catedral tornou-se um local de grande peregrinação.Thomas More nasceu em Londres. Ele entrou para a corte de Henrique VIII em 1520, e tornou-se cavaleiro em 1521. Fez carreira como advogado; como acadêmico, ele foi inicialmente um humanista no sentido consensual do termo. A sua chancelaria distinguiu-se por não admitir a heresia. More, foi um defensor da Verdade.Henrique VIII, queria divorciar-se e anular seu casamento, mas o Arcebispo de York não conseguiu a aprovação da Igreja e foi forçado por Henrique a demitir-se em 1529. Thomas More, foi então nomeado chanceler em sua substituição.More era um grande estudioso do direito canônico e sendo ele profundamente religioso, não podia aprovar a anulação do sacramento de Henrique; a posição do Papa Clemente VII era claramente contra o divórcio. Henrique até então desconhecia este fato, mas ao descobrir que não teria o apoio de More, colocou-se a si mesmo na liderança da Igreja na Inglaterra.O Parlamento promulgou então,  o Decreto da Sucessão, que incluía um juramento reconhecendo a legitimidade de qualquer criança nascida do casamento de Henrique VIII com Ana Bolena, e repudiando “qualquer autoridade estrangeira, príncipe oupotentado”.More foi chamado a fazer o juramento em Abril de 1535, e perante sua recusa, foi aprisionado na Torre de Londres. A sua reação foi a de manter o silêncio no assunto, o que pela lei poderia ser considerado o consentimento, sem que ele se comprometesse. Esta estratégia falhou no entanto, e More foi julgado, condenado e sentenciado, e posteriormente executado em Tower Hill a 6 de Julho. Sua cabeça foi exposta na ponte de Londres por um mês e depois recuperada (após pagamento de suborno) pela sua filha, Margaret Roper.More foi canonizado como santo da Igreja Católica em 1935. O seu dia festivo é 22 de Junho.Thomas More deixa sua marca de iniciado nesta vida com sua Obra: Utopia. Essa obra manifesta para a sociedade humana revelações de como seria o mundo baseado na hierarquia superior. Não deixa de ser uma obra que nas entrelinhas revele o que seja uma falsa realeza que não consegue manifestar na vida política a única coisa que importa: evolução. Como existia essa crítica velada em sua magistral obra, Thomas More pagou o preço com sua vida. Como todo grande precursor que ousa revelar verdades maiores e sacudir falsos alicerçes , esse mestre deixa seu sangue no solo desta Terra.No século 16, El Morya nasceu no Oriente, como  o maior dos imperadores mughal, o grande Akbar. Jalal-ud-Din Mohammed Akbar, o Grande. Nasceu em 15 de junho de 1542 em Agra, e faleceu em 13 de outubro de 1605.Akbar foi o maior dos imperadores mongóis da Índia, entre 1556 a 1605, e Imperador do Industão. Dedicou sua vida à busca da Verdade. Ele foi descrito pelos historiadores como sendo um perfeito rei filósofo. Este grande amigo do povo comum, surgiu para eles como um Pai. Na Índia, ele foi conhecido como o Pai da tolerância religiosa, ao contrário de seus antecessores e dos costumes da época, por que ele permitiu ao seu povo, o livre arbítrio religioso. Akbar, levou seu povo a um elevado nível espiritual.Akbar foi o avô do imperador Shah Jaham (uma das encarnações do mestre Kuthumi), construtor do Taj Mahal.Suas muitas vidas na Terra, são um exemplo a ser seguido. El Morya Khan, foi a vontade de Deus manifestada em toda e qualquer situação.

El Morya – Parte 4 


Em suas encarnações mais importantes, El Morya atuou sempre mostrando sua fidelidade e entrega à Vontade Divina.

Ele foi Abraão, o Senhor da Era de Áries, e viveu cerca de 175 anos. Ele trouxe para a humanidade o raio azul do poder divino. Abraão foi o progenitor das doze tribos de Israel. Cada um dos filhos de Deus encarnados na Terra, pertencem a uma destas doze tribos de Israel, descendendo portanto, diretamente da linhagem de Abraão
.
O nome Abraão significa - “Pai ou Líder de Muitos”. 

Morya foi  Melquior, um dos três reis magos a recepcionar a vinda da manifestação do Cristo em Jesus.

Ele foi o rei Artur da Bretanha, onde convocou a corte de Camelot para buscar o Santo Graal, e alcançar, através da iniciação, os mistérios interiores do Cristo. Poderemos falar sobre o Graal em próximos encontros. Em sua vida como Arthur, esse iniciado já tinha conhecimento do que o Graal representava e não mediu esforços para que ele e seus adeptos, entrassem em contato com a iniciação da qual o Graal é portador. Enquando a humanidade, em sua grande maioria, nem faz idéia do que seja o Graal, de onde ele vem, e o que nos traz, o Rei Iniciado Arthur, consegue a gigantesca proeza de realizar o primeiro nível dessas iniciações já naquela época. Realmente: proeza de primeiro raio. 
Durante séculos, a história de Artur e os cavaleiros da Távola Redonda, foi contata por toda a Europa, e ainda nos dias de hoje, pelo mundo a fora, levando a mensagem da união em busca da verdade.

El Morya foi Thomas Becket e também Thomas More, onde defendeu a Fé e a Verdade, discordando do Rei Henrique II e VIII, nestas duas encarnações.
Thomas Becket foi escolhido por Henrique II da Inglaterra, para ser o conselheiro real, uma posição que manteve durante sete anos, como íntimo e leal servidor do rei. Henrique recompensou Becket fazendo-o arcebispo de Cantuária. Becket, vivia uma vida de simplicidade e pobreza e, apesar de ter ajudado Henrique a diminuir o poder dos bispos, passou a defender ativamente os direitos do Cristianismo. Seguiram-se então, violentas questões com Henrique e um longo período de exílio. Depois de se reconciliarem, entraram em conflito novamente, até que Henrique perguntou se não haveria ninguém capaz de livra-lo “daquele padre turbulento”.
Foi então, que quatro cavaleiros ouviram-no e mataram Becket nos degraus do altar de Cantuária. Becket foi canonizado em 1173 e a catedral tornou-se um local de grande peregrinação.

Thomas More nasceu em Londres. Ele entrou para a corte de Henrique VIII em 1520, e tornou-se cavaleiro em 1521. Fez carreira como advogado; como acadêmico, ele foi inicialmente um humanista no sentido consensual do termo. A sua chancelaria distinguiu-se por não admitir a heresia. More, foi um defensor da Verdade.
Henrique VIII, queria divorciar-se e anular seu casamento, mas o Arcebispo de York não conseguiu a aprovação da Igreja e foi forçado por Henrique a demitir-se em 1529. Thomas More, foi então nomeado chanceler em sua substituição.
More era um grande estudioso do direito canônico e sendo ele profundamente religioso, não podia aprovar a anulação do sacramento de Henrique; a posição do Papa Clemente VII era claramente contra o divórcio. Henrique até então desconhecia este fato, mas ao descobrir que não teria o apoio de More, colocou-se a si mesmo na liderança da Igreja na Inglaterra.
O Parlamento promulgou então,  o Decreto da Sucessão, que incluía um juramento reconhecendo a legitimidade de qualquer criança nascida do casamento de Henrique VIII com Ana Bolena, e repudiando “qualquer autoridade estrangeira, príncipe oupotentado”.
More foi chamado a fazer o juramento em Abril de 1535, e perante sua recusa, foi aprisionado na Torre de Londres. A sua reação foi a de manter o silêncio no assunto, o que pela lei poderia ser considerado o consentimento, sem que ele se comprometesse. Esta estratégia falhou no entanto, e More foi julgado, condenado e sentenciado, e posteriormente executado em Tower Hill a 6 de Julho. Sua cabeça foi exposta na ponte de Londres por um mês e depois recuperada (após pagamento de suborno) pela sua filha, Margaret Roper.
More foi canonizado como santo da Igreja Católica em 1935. O seu dia festivo é 22 de Junho.
Thomas More deixa sua marca de iniciado nesta vida com sua Obra: Utopia. Essa obra manifesta para a sociedade humana revelações de como seria o mundo baseado na hierarquia superior. Não deixa de ser uma obra que nas entrelinhas revele o que seja uma falsa realeza que não consegue manifestar na vida política a única coisa que importa: evolução. Como existia essa crítica velada em sua magistral obra, Thomas More pagou o preço com sua vida. Como todo grande precursor que ousa revelar verdades maiores e sacudir falsos alicerçes , esse mestre deixa seu sangue no solo desta Terra.

No século 16, El Morya nasceu no Oriente, como  o maior dos imperadores mughal, o grande Akbar. Jalal-ud-Din Mohammed Akbar, o Grande. Nasceu em 15 de junho de 1542 em Agra, e faleceu em 13 de outubro de 1605.
Akbar foi o maior dos imperadores mongóis da Índia, entre 1556 a 1605, e Imperador do Industão. Dedicou sua vida à busca da Verdade. Ele foi descrito pelos historiadores como sendo um perfeito rei filósofo. Este grande amigo do povo comum, surgiu para eles como um Pai. Na Índia, ele foi conhecido como o Pai da tolerância religiosa, ao contrário de seus antecessores e dos costumes da época, por que ele permitiu ao seu povo, o livre arbítrio religioso. Akbar, levou seu povo a um elevado nível espiritual.
Akbar foi o avô do imperador Shah Jaham (uma das encarnações do mestre Kuthumi), construtor do Taj Mahal.

Suas muitas vidas na Terra, são um exemplo a ser seguido. El Morya Khan, foi a vontade de Deus manifestada em toda e qualquer situação.